Pós-graduação em Enfermagem na Esclerose Múltipla


Tipo de curso


ENQUADRAMENTO

A esclerose múltipla (EM) é uma das doenças crónicas mais comuns do sistema nervoso central (cérebro e medula espinal) em adultos jovens com idades entre os 20 e 40 anos. Na esclerose múltipla, a perda de mielina (desmielinização) é acompanhada por uma perturbação na capacidade dos nervos para conduzir os impulsos elétricos para e a partir do cérebro e isso produz os vários sintomas da EM (European Multiple Sclerosis Platform, 2014).

É uma das principais causas de incapacidade em adultos jovens, em países desenvolvidos. Os sintomas variam muito e incluem dor, visão turva, fraqueza muscular, parestesias, desequilíbrio e fadiga, entre outros. A forte variação individual torna a vida das pessoas imprevisível (Multiple Sclerosis Internacional Federation, 2014).
 
Estima-se que em todo o mundo existam cerca de 2,5 milhões de pessoas (Multiple Sclerosis Internacional Federation, 2014) e em Portugal mais de 5,000 pessoas (Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla, 2014).
 
Como doença crónica, a responsabilidade da pessoa na gestão da doença é um ponto fulcral e o seu sucesso depende, em grande parte, dos seus esforços. A qualidade de vida das pessoas acometidas pela doença e seus envolventes é prejudicada no domínios psicológico, social, familiar, laboral, financeiro, entre outros.

Por isto, aos enfermeiros coloca-se o desafio de prover suporte à pessoa e família na gestão do autocuidado terapêutico, dos regimes terapêuticos, de sinais e sintomas, das atividades de vida diária, na relação com serviços de suporte e sua acessibilidade. O seu papel centra-se na otimização das respostas das pessoas e familias a este processo de transição, facilitação a adaptação à nova condição de vida e incrementando qualidade de vida e bem-estar.

 

OBJETIVOS

    Promover a formação avançada na área da EM e a leadership, contribuindo para a sustentabilidade e aprofundamento das práticas clínicas, advocacia, educação e investigação.
    Contribuir para a capacitação dos enfermeiros na ação diagnóstica, prescritiva e avaliativa de intervenções sensíveis às necessidades específicas de cada pessoa e família, contribuindo para a melhor adaptação da pessoa e família nos domínios psicológico, social, familiar, laboral, financeiro, entre outros.

    Contribuir para a capacitação de enfermeiros para a cogestão do autocuidado terapêutico da pessoa com EM e seus conviventes.
    Contribuir para emergência de evidência sobre boas práticas em EM e a sua translação para a prática clínica dos enfermeiros. Contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas com EM através do fomento da advocacia, conhecimento, expertise e investigação. 

METODOLOGIA

Numa perspetiva de centrar a formação na pessoa aprendente, a formação será assente em metodologias que permitam a aquisição de competências na gestão e cuidados à pessoa com EM e família. O curso terá uma componente teórica, teórico-prática, prática e clínica, de modo a sedimentar os conhecimentos e competências nesta área.

Nas sessões teóricas serão privilegiados estratégias expositivas com recursos a retroprojetor, quadro didax, computador portátil e projetor multimédia, vídeo, televisor entre outros, nas sessões de carácter teórico. Nas atividades de natureza teórico-prática e prática serão privilegiadas estratégias ativas como discussão em pequenos grupos, prática simulada, entre outras.

Na componente clínica serão privilegiadas estratégias activas como avaliação e discussão de casos clínicos num contexto clínico de referência neste domínio (Serviço de Neurologia - CHUC).

Os formandos serão estimulados a concretizar pesquisa bibliográfica sobre a mais recente evidência na área do cuidado à pessoa com EM e família, que complemente os conteúdos apresentados em sala de aula e que contribua para a concretização do trabalho de revisão de literatura considerado para a avaliação.

AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO

A avaliação do curso será feita através de provas escritas, realização e apresentação de um trabalho escrito de revisão da literatura e de relatório da experiência clínica. A certificação do curso será concretizada pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra mediante o resultado da avaliação. Os formandos terão oportunidade de se propor a certificação internacional pela Multiple Sclerosis Nursing International Certification.

ORGANIZAÇÃO

O curso decorre de outubro de 2014 a setembro de 2015. Integra uma componente tórica e prática. A componente teórica desenvolve-se em dias definidos, maioritariamente aos sábados e pontualmente noutros dias a definir. Por regra decorre nos períodos da manhã das 9:30h às 13h e das 14h às 18h.

A componente prática decorrerá numa semana, a acordar entre o estudante e a coordenação do curso, de terça a sexta-feira.





Unidades Curriculares Área Científica Tipo Total horas Horas T Horas TP Horas PL Horas S Horas E/TC Horas OT ECTS


T - Ensino Teórico; TP - Ensino Teórico-Prático; PL - Ensino Prático e Laboratorial;
S - Seminário; E/TC - Ensino Clínico/Trabalho de Campo; OT - Orientação Tutorial




ID Data Nome do ficheiro


ID Data Título do aviso Aviso


1º Semestre




2º Semestre