Eco-Escolas

 

As questões ambientais têm gerado cada vez mais preocupação nos últimos anos. Desde a criação, em 1948, da Liga para a Proteção da Natureza (LPN), uma organização não governamental de ambiente (ONGA) que é a associação de defesa do ambiente mais antiga da Península Ibérica, muitas outras iniciativas se seguiram, sendo 2015 um ano de referência a nível internacional, pois foi o ano da definição da Agenda 2030 pelas Nações Unidas, constituída por 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Também a ESEnfC não tem ficado indiferente a este problema global, tendo subscrito o "Compromisso das Instituições de Ensino Superior com o desenvolvimento sustentável" e incluído programas específicos direcionados para esta temática no seu Plano Estratégico 2020-2024, nomeadamente no Eixo 1, Educação e Formação (P5-Programa de divulgação e intervenção centrado nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) e Eixo 4, Direção, Gestão e Desenvolvimento Sustentável (P28-Programa de gestão ambiental e energética).

Em consonância com essa orientação estratégica, a ESEnfC também aderiu, no ano letivo de 2019-2020, ao Programa Eco-Escolas. É um programa internacional da Foundation for Environmental Education (FEE), desenvolvido em Portugal, desde 1996, pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) e direcionado para o incentivo e reconhecimento de ações no âmbito da educação ambiental para a sustentabilidade.

Conscientes da importância de abordar as questões associadas ao ambiente que nos rodeia e sua correlação com a saúde de todos, pretendemos envolver toda a comunidade escolar e entidades parceiras, nomeadamente no que respeita às alterações climáticas, à proteção dos ecossistemas, à preservação da biodiversidade e à sustentabilidade.

 

 

 

 eco-escolas