Rede de Instituições do Ensino Superior para a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica

A Escola Superior de Enfermagem de Coimbra é membro fundador da Rede de Instituições do Ensino Superior para Salvaguarda da Dieta Mediterrânica, que foi criada por iniciativa da Universidade do Algarve. A  assinatura do protocolo decorreu no dia 10 maio 2019,  na sala de seminários da Reitoria da Universidade do Algarve e contou, além da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, com mais 18 Instituições de Ensino Superior (IES): Institutos Politécnicos de Beja, da Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu; Universidades do Algarve, Aveiro, Coimbra, Évora, Porto e Trás os Montes e Alto Douro, bem como mais duas escolas não integradas, (Escola Superior de Enfermagem do Porto e Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril). Nesse mesmo dia, realizou-se a primeira reunião da Assembleia Geral da Rede para a Salvaguarda da DM.

Esta rede tem como objetivo potenciar o trabalho desenvolvido pelas instituições de ensino superior (IES) no âmbito da promoção e salvaguarda da Dieta Mediterrânica (DM), assim como a «criação de uma estratégia para a investigação, inovação e intervenção a nível regional, nacional e internacional, contribuindo para a afirmação de Portugal como uma referência neste âmbito».

A Dieta Mediterrânica é uma secular herança cultural e civilizacional, um estilo de vida e um padrão alimentar de excelência reconhecido pela Organização Mundial de Saúde e pela UNESCO em 2010 (Espanha, Grécia, Itália e Marrocos). A DM voltou a ser reconhecida pela UNESCO como Património Cultural Imaterial da Humanidade (PCIH) em 2013, após uma candidatura conjunta de 7 países (Espanha, Itália, Grécia, Croácia, Chipre, Marrocos e Portugal).

Com o intuito de promover este estilo de vida e dieta alimentar, realizou-se no dia 7 de outubro de 2019, na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE), a reunião da Assembleia Geral com o propósito de preparar os trabalhos para a coordenação e a articulação entre as instituições do ensino superior no que respeita à partilha de boas práticas no âmbito da salvaguarda da Dieta Mediterrânica. Esta iniciativa multidisciplinar envolve cinco grupos de trabalho com temáticas diferentes, sobre as quais incidirão as ações da Rede: Produção, transformação e comercialização sustentável de alimentos (inclui biotecnologia), Saúde, alimentação e nutrição, Gastronomia e Património alimentar, Cultura e estilo de vida saudável e Território e desenvolvimento sustentável, assumindo a docente da ESEnfC Marina Montezuma Vaquinhas o papel de coordenador/ interlocutor do grupo de trabalho Saúde, Alimentação e Saúde da Rede.


PROJETOS

5 ao dia faz crescer com energia


NOTÍCIAS

ESEnfC reconhecida pela adesão ao Ano Nacional da Colaboração

ESEnfC na Rede das Instituições de Ensino Superior para a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica


Cooperar | Redes | Rede de Instituições do Ensino Superior para a Salvaguarda da Dieta Mediterrânica